Copyright © 2014 | Desenvolvido por: OnLine

Excesso de chuvas provoca perdas na agricultura de SC; Maçã e uva foram mais afetadas

25 Dec 2015

 

Secretaria da Agricultura e da Pesca divulga relatório de perdas devido ao excesso de chuvas entre os meses de setembro e novembro deste ano. O estudo realizado pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri) avalia as principais culturas afetadas com a estimativa de perdas na safra 2015/16. 

A produção de milho foi uma das mais afetas, com uma redução de área plantada de 4,22% e a produção deve diminuir 3,94%. Isso representa uma quebra de 117 mil toneladas em relação ao que era esperado da colheita. A região mais afetada foi Ituporanga onde houve uma redução de 58% da produção e 55% de produtividade. 

Os produtores de soja sentirão menores impactos, apesar do atraso no plantio, o grão tem se desenvolvido normalmente. Porém, o excesso de chuvas e a pouca luminosidade causaram a redução da produtividade e, consequentemente, da produção esperada para a safra 2015/16. As estimativas são de que o estado colherá 7% a menos do que o esperado, o que representa cerca de 159 mil toneladas. 

A cultura do trigo também sofreu nesta última safra com geadas, granizo e o excesso de chuvas. Os prejuízos não são somente na quantidade produzida, mas também na qualidade do grão colhido. A estimativa é de que a produção tenha uma redução de 26%, com um rendimento médio reduzido em 24%. A quebra na produção em Canoinhas e Curitibanos ultrapassa os 40%. 

Nas regiões de Ituporanga e de Rio do Sul, a produção de cebola foi a mais afetada com uma redução na produção e na produtividade maior do que 50%. Se considerarmos o estado todo, a safra será 30% menor do que o esperado. 

Na produção de frutas, as culturas mais afetas são maçã e uva. Os produtores de maçã podem ter até 23,6% da safra comprometida, uma redução de 146 mil toneladas. As uvas viníferas também podem ter uma produção 31% menor do que o esperado, principalmente nas regiões de Joaçaba, Lages e Rio do Sul.

Programas emergenciais

Para auxiliar os produtores rurais do Alto Vale do Itajaí, que tiveram grandes prejuízos devido ao excesso de chuva, a Secretaria da Agricultura criou dois Programas Emergenciais. Através deles, o Governo do Estado irá subsidiar a aquisição de sementes de arroz e de soja.

Com um investimento de R$ 300 mil, a Secretaria irá subsidiar metade do valor do saco de semente de arroz e a outra metade será paga pelo agricultor com o que for produzido na próxima safra. Ao todo serão 11.340 sacas de 30 quilos e o limite é de 35 sacas por produtor.

A Secretaria da Agricultura irá apoiar ainda a aquisição de sementes de soja para a substituição das lavouras perdidas. Com um investimento de R$ 550 mil, a Secretaria irá subsidiar 30% do valor do saco de semente de soja e a outra parte será paga pelo agricultor com o que for produzido na próxima safra. Ao todo serão 14 mil sacas de 50 quilos e o limite é de oito sacas de soja por produtor.

Fonte: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina

 

Please reload

Ultimas noticias

Bônus beneficia agricultores familiares de diversos estados

November 21, 2016

1/9
Please reload

Notícias Recentes
Please reload