Copyright © 2014 | Desenvolvido por: OnLine

Monsanto quer transformar unidade argentina na maior do mundo

1 Jan 2017

 

A Monsanto planeja ampliar sua unidade na cidade de Rojas, Província de Buenos Aires, para transformá-la na maior processadora de sementes da empresa no mundo. A informação é Juan Farinati, que assumiu a presidência da sucursal argentina em janeiro de 2016 e transformou as relações conturbadas da companhia com o governo local em perspectivas de grandes investimentos no país vizinho.

A multinacional de origem norte-americana possui ainda uma fábrica de agroquímicos en Zárate e um centro de pesquisas na localidade de Pergamino – ambas na mesma Província de Buenos Aires. O faturamento atual da empresa na Argentina é de US$ 1 bilhão, além de outros US$ 1 bilhão em receitas advindas das exportações.

De acordo com Farinati, o país vizinho é o terceiro em importância para a Monsanto no Mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil. “Tem um potencial de crescimento importantíssimo. Daqui a dez anos, vemos a Argentina produzindo 180 milhões de toneladas de grãos. Temos um lema que chamamos de ‘180 é possível’, e é uma estratégia de maior produção através da tecnologia, rotação de cultivos e manejo”, disse ele ao jornal Clarín.

O executivo explica que a aposta na Argentina se torna possível porque o governo Macri priorizou o campo e está fazendo mudanças positivas. “A Monsanto não perdeu tempo e decidiu investir fortemente. Destinamos US$220 milhões para a planta processadora de milho e estamos desembolsando US$ 420 milhões de maneira direta, para financiar aos produtores, além de dar ferramentas para que possam custear sua safra através dos bancos com outros US$ 200 milhões”, anuncia.

 

Agrolink

Please reload

Ultimas noticias

Bônus beneficia agricultores familiares de diversos estados

November 21, 2016

1/9
Please reload

Notícias Recentes
Please reload