Copyright © 2014 | Desenvolvido por: OnLine

Uruguai proíbe quatro agroquímicos

23 Jan 2017

 

O Ministério da Pecuária, Agricultura e Pesca do Uruguai emitiu uma proibição de quatro agroquímicos que, de acordo com as autoridades do país vizinho, são considerados "muito perigosos". As substâncias suspensas são: Azinfos metil, Metidation, Metomil e Atrazina.

Segundo o diretor geral de Serviços Agrícolas, Federico Montes, o objetivo é preservar a biodiversidade e o meio ambiente. Os agroquímicos que foram banidos cumprem a função de herbicidas, e eram usados no Uruguai para controle de plantas invasoras em frutas e verduras.

Apesar desses produtos serem muito controlados e permitidos somente com receita profissional, a exclusão foi justificada pelo governo como "um aumento das garantias para o consumidor final". A Atrazina é questionada principalmente em função de uma suposta contaminação de águas subterrâneas. 

Adicionalmente um produto terá seu uso restrito: trata-se do Carburan (classe 1), que é usado no Uruguai para o controle de aves pragas, como papagaios, que tem um importante efeito sobre as lavouras. O país vizinho decidiu restringir a formulação, que é aplicada no plantio de batata, pimentão e tomate.

Montes esclareceu que as importações, o registro e a comercialização dos quatro produtos citados estão proibidos. Os produtores poderão usar o estoque existente, mas promete impor sanções aos que descumprirem o estabelecido. "Nós temos o poder para ver os registros e também fiscalizar todas as lojas que vendem o produto," assinalou Montes. 

 

Agrolink

Please reload

Ultimas noticias

Bônus beneficia agricultores familiares de diversos estados

November 21, 2016

1/9
Please reload

Notícias Recentes
Please reload