Copyright © 2014 | Desenvolvido por: OnLine

Seminário virtual aproxima jovens rurais e promove troca de experiências

16 Jul 2020

 

Pelo primeiro ano com edição virtual, o 3º Seminário Regional de Juventude Rural cumpriu sua proposta de oportunizar um espaço de valorização do trabalho e vida no campo e de troca de experiências entre jovens rurais. Promovido pela Emater/RS-Ascar, em parceria com a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), o evento teve 881 inscritos e foi realizado exatamente no Dia da Juventude Rural, nesta quarta-feira (15/07). A transmissão foi feita pelas redes sociais da Instituição.

O secretário Covatti Filho, que também é um jovem de 32 anos, lembrou o desafio de ser secretário de Estado, sempre buscando a modernização dentro da gestão pública. Também é um desafio numa propriedade fazer a sucessão rural, e ela é necessária, até porque o futuro depende dessa nova geração, a qual precisa de tecnologia, de oportunidades, e a Emater nos ajudar a fazer essa construção. Por isso este seminário, ressaltou Covatti.

Na oportunidade, o presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, avaliou que se fala muito em fixar o jovem no campo e esta é a semana para o debate aprofundado do tema, considerado fundamental para o meio rural. Sucessão não é apenas ficar no campo. É a garantia de alimentos, de continuidade do fornecimento de produtos de qualidade, com os jovens trazendo novas técnicas, novas ideias, novas tecnologias, com mais gestão e, consequentemente, maior resultado. A ideia de planejar e administrar para ter bons resultado é essencial, frisou.

Sandri ressaltou que o RS possui 2,7 milhões jovens entre 12 e 29 anos, sendo que 350 mil (12%) estão no meio rural, um percentual que vem se mantendo ao longo do tempo, observou, ao ressaltar que a maioria dos estudos indica que parte dos jovens deseja permanecer no campo, e construir projetos futuros na própria localidade. Os pais valorizam o conhecimento, mas nem sempre o conhecimento é usado na propriedade. Então eu diria que a valorização desse conhecimento e sua aplicação na propriedade são fundamentais para que a juventude se sinta reconhecida, emancipada e passe a ter independência, avaliou. Ele destacou que a Emater/RS-Ascar está investindo mais na capacitação da juventude, a partir de suas demandas, ouvindo a família, valorizando o planejamento e dando uma atenção especial ao jovem, possibilitando ouvir os anseios para junto com os pais fazer o casamento perfeito para que as coisas aconteçam, ouvindo os jovens antes de agir, disse.

 

Please reload

Ultimas noticias

Bônus beneficia agricultores familiares de diversos estados

November 21, 2016

1/9
Please reload

Notícias Recentes
Please reload