A previsão para a safra de trigo é boa, mas duas regiões sofrem com a falta de chuva no RS



Representantes do setor produtivo, financeiro, industrial, das cooperativas, da área de pesquisa e dos governos estadual e federal estiveram presentes em reunião virtual esta tarde (17/08) da Câmara Setorial do Trigo, organizada pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR). Os dados preliminares de produção, colheita e área do trigo foram apresentados pelas diferentes entidades.

A Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (FARSUL) acredita que a área plantada com trigo deve chegar a 1.150 mil hectares com uma colheita de 3 milhões e meio de toneladas. Segundo Hamilton Jardim, que também é presidente da Câmara Nacional das Culturas de Inverno do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), “ainda é cedo para os números definitivos. Mas o cenário positivo e a expectativa dos produtores é grande, levando a estes números”.

Já a EMATER tem a estimativa de uma área plantada de 1.100 mil hectares, com uma produtividade que pode ficar acima de 3.000 kg/ha. “As intempéries, principalmente a geada, causaram estragos pontuais em algumas lavouras. E nós temos relatos de baixo desenvolvimento na região das Missões por causa da estiagem. Mas como existem diferenças entre as regiões, até o momento a nossa expectativa é de que a safra seja favorável”, avalia Elder Dal Prá, da gerência técnica da EMATER/RS.


Ultimas noticias
Notícias Recentes