top of page

Brasileiro gosta de cerveja zero álcool?



A cerveja sem teor alcoólico está experimentando um crescimento significativo no mercado brasileiro e é considerada uma das áreas mais promissoras do setor. Em 2022, as vendas desse tipo de cerveja ultrapassaram a marca de 390 milhões de litros, o que representa um aumento de 37% em comparação com o mesmo período de 2021, que registrou 284 milhões de litros vendidos. Esses dados foram divulgados pela Euromonitor International, uma renomada empresa de pesquisa de mercado, em colaboração com o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (SINDICERV).

As projeções da Euromonitor indicam que as vendas de cervejas com baixo ou nenhum teor alcoólico devem continuar crescendo no Brasil, ultrapassando a marca de 480 milhões de litros em 2023, o que representa um aumento de 24% em relação ao ano anterior. A nível global, as vendas de cerveja sem álcool alcançaram mais de 6,5 bilhões de litros no último ano, e estima-se um crescimento adicional de 5,7% até 2023.

O presidente executivo do SINDICERV, Marcio Maciel, destaca a crescente relevância desse segmento no mercado. Globalmente, o setor movimenta cerca de 10 bilhões de dólares e espera-se um crescimento de um terço nos próximos anos, de acordo com dados da Worldwide Beer Alliance (WBA). Esse desempenho está diretamente relacionado à busca cada vez maior dos consumidores por um estilo de vida mais leve, saboroso e equilibrado, bem como aos investimentos contínuos do setor em inovação e oferta de novos produtos.


“No mundo, o segmento movimenta US$ 10 bilhões, com expectativa de crescer mais um terço nos próximos anos, segundo dados da Worldwide Beer Alliance (WBA). Esse desempenho está relacionado a crescente busca do consumidor por um estilo de vida mais leve, saboroso e equilibrado e os investimentos do setor em inovação e oferta de novos produtos”, explica o executivo.

Коментарі


Ultimas noticias
Notícias Recentes
bottom of page