Ceasa: Resíduos de agrotóxicos em hortifrutigranjeiros são analisados em laboratório



POR EDUARDO RODRIGUES/CEASA

Em mais uma ação que monitora a qualidade de alimentos vendidos na Ceasa — vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural —, servidores da Gerência Técnica realizaram esta semana coleta de tomates e de uvas de mesa de sete produtores do GNP. Essa é uma das ações desenvolvidas pelo Grupo de Trabalho Alimento Seguro, coordenado pela Ceasa com a participação de vários órgãos e entidades do setor. Esse controle, rigoroso e periódico, é feito anualmente com hortigranjeiros comercializados por produtores e atacadistas. Em 2021, serão analisadas em laboratório amostras de frutas, legumes e verduras. O Sebrae-RS financia 70% e os 30% restantes são pagos pelos produtores do GNP. Análises de outras amostras de hortifrútis dependem de processo licitatório. O custo, neste caso, é divido entre a Ceasa (50%) e os atacadistas (50%). O GT Alimento Seguro controla e estimula a redução dos índices de agrotóxicos nos hortifrutigranjeiros comercializados na Ceasa. A metodologia de trabalho se dá por meio de orientações, cursos de boas práticas agrícolas e análises das amostras coletadas. A equipe técnica, auxiliada por servidores do laboratório contratado, analisa o estado de frutas, legumes e verduras para saber se estão com excesso de resíduos de agrotóxicos e inviáveis para consumo, segundo normativas preconizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Ultimas noticias
Notícias Recentes

Copyright © 2014 | Desenvolvido por: OnLine