top of page

Cultivo de feijão enfrenta variações



A extensão de área cultivada de feijão no Rio Grande do Sul registrou pequenas alterações devido ao escalonamento de produção e à incipiência da semeadura nos Campos de Cima da Serra, região reconhecida como a maior produtora do Estado, onde o cultivo ocorre em apenas um ciclo. Esta informação foi destacada no último Informativo Conjuntural divulgado nesta quinta-feira (21/12) pela Emater/RS-Ascar.


Na região administrativa de Frederico Westphalen, 10% das lavouras encontram-se em floração, 30% em enchimento de grãos, 50% em fase de maturação e 10% já foram colhidas. A expectativa de produtividade permanece em 1.920 kg/ha.

Em Ijuí, a fase predominante é de enchimento de grãos, representando 50% das áreas. Esta etapa prolongada está contribuindo para um enchimento mais completo e melhorando a qualidade final do produto. Aproximadamente 20% das lavouras estão em maturação, demonstrando boa sanidade e incidência reduzida de pragas.


Comentarios


Ultimas noticias
Notícias Recentes
bottom of page