Em 2020, Ceasa registrou R$ 1,7 bilhão em negócios



Apesar da crise gerada pelas restrições impostas pelo coronavírus, valor e volume de hortifrútis comercializados por produtores e atacadistas em 2020, primeiro ano da pandemia, foram os maiores desde a inauguração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa) em 1974 — empresa de economia mista vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR). Segundo o setor de análises e informações da Gerência Técnica, a venda de frutas, legumes e verduras alcançou a marca histórica de R$ 1.757.801.298,44, valor equivalente aos 634.002.770,9 de quilos de hortifrutigranjeiros negociados no período. Os dois números representam crescimento de 13,2% e 4,4%, respectivamente, em relação a 2019. Na comparação com o triênio 2017-2018-2019, o aumento foi de 27,7%, em valores, e de 3,1%, em volumes.

Ultimas noticias
Notícias Recentes