Em Londrina, antena de conexão 5G promove sinergia de ecossistemas e arranjos regionais de inovação



Consulta veterinária digitalizada, sistemas embarcados em máquinas agrícolas, internet das coisas para a tomada de decisões e centro de soluções com conexões entre máquinas formam as estações técnicas com demonstrações de experiência da tecnologia de internet 5G para o agronegócio. As soluções inovadoras foram apresentadas no lançamento da antena 5G no espaço de Vitrine de Tecnologias da Embrapa Soja, em Londrina (PR), nesta quinta-feira (12).

A agenda na cidade, considerada Polo de Inovação Agro pelo Ministério da Agricultura, é a primeira demonstração de 5G para o agro que salienta o potencial das Agtechs e do desenvolvimento de novos produtos, serviços, processos em sinergia com o campo e com o potencial de transmissão e armazenamento de dados que a tecnologia disponibiliza.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, conferiu as demonstrações de perto e destacou a inclinação da região para um agronegócio cada vez mais conectado. "Isso vai revolucionar o agro brasileiro, principalmente porque o Brasil é um país continental. Vamos poder democratizar a tecnologia e a inovação para todos os estados brasileiros. Essa é só uma pontinha e o leilão trará o Brasil para estar à frente desta tecnologia", destacou a ministra, lembrando a importância do Paraná para o agro brasileiro.

Para a ministra, o impacto dessa tecnologia para os pequenos produtores será significativo. "Eles vão poder receber essa tecnologia com assistência técnica. Isso vai aumentar a produtividade e a renda no campo, não só para os grandes, mas também para os pequenos produtores. É a democratização da tecnologia que chegará rapidamente aos pequenos produtores".

Ultimas noticias
Notícias Recentes