Empresa investe na produção de cordeiro da Patagônia



Considerada uma das carnes mais nobres da gastronomia, o cordeiro da Patagônia é macio, suculento e possui grande valor nutricional. A proteína é produzida em uma das ilhas remotas do arquipélago “Terra do Fogo”, no extremo sul do Chile.

Adquirida pela Marfrig em 2007, a planta da Patagônia possui 9.000 metros quadrados. A operação anual acontece somente entre janeiro e maio, quando as condições climáticas são mais propícias, uma vez que o inverno na região é bastante rigoroso. Durante a temporada, 400 funcionários trabalham para garantir a cadeia de produção, com abate de 180.000 animais.



Os chamados cordeiros são filhotes de ovelhas que possuem peso diferenciado – aproximadamente 13 quilos – o que faz o produto altamente demandado mundialmente pela boa relação de músculo e gordura. Os rebanhos são criados pelos produtores locais nos extensos campos patagônicos e alimentados 100% a pasto, sem confinamento, o que torna a produção mais sustentável. Como resultado, a carne proveniente desse ambiente tem uma gordura saudável e mais qualidade, sabor, maciez e suculência.

“O cordeiro da Patagônia é um dos nossos cortes mais diferenciados em sabor e qualidade. Acreditamos que a carne é uma boa opção para ser descoberta pelos consumidores que ainda não tiveram essa experiência gastronômica. Além de sustentável, esta é mais uma alternativa saborosa para integrar o cardápio do brasileiro”, diz Mariano Pabon, CEO da operação da Marfrig no Chile.



Ultimas noticias
Notícias Recentes