Estudo avaliou 29 cultivares de trigo no Rio Grande do Sul



A Fundação Pró-Sementes em parceria com o Sistema Farsul divulgaram os resultados do Ensaio de Cultivares em Rede (ECR) que avalia o desempenho de diferentes cultivares de trigo nas principais regiões produtoras do Rio Grande do Sul.

O estudo auxilia os produtores na escolha da melhor variedade de acordo com a região onde está. Na safra 2020/2021 foram conduzidos ensaios em sete regiões tritícolas: Cachoeira do Sul, Cruz Alta, Passo Fundo, Santo Augusto, São Gabriel, São Luiz Gonzaga e Vacaria. Foram avaliadas 29 cultivares de trigo de diversas obtentoras, elencadas por ranking de comercialização.


Além disso, esta edição do ECR conta com uma grande novidade: a disponibilização de informações acerca de cultivares que serão lançadas no mercado. Trata-se de uma grande oportunidade de divulgação de material pré-comercial.

Os experimentos são conduzidos de maneira uniforme em todos os locais. São coletadas informações como ciclo em dias, rendimento em quilograma por hectare e em sacos por hectare, pH, percentual de rendimento de cada cultivar sobre a média da região. O trabalho também agrega informações relacionadas à qualidade industrial dos grãos colhidos como cor da farinha (L, a e b), força de glúten (W), número de queda e percentual de proteína presente no grão. Esses dados de qualidade industrial são determinantes para a indústria que processa a matéria-prima na fabricação de farinhas, pães, bolachas, massas e demais subprodutos.


Em 2020 os resultados mostraram que o clima foi bem diferente nas regiões produtoras com atraso na semeadura e geadas tardias. “Além disso, tivemos uma primavera seca, o que diminuiu a intensidade de doenças de espiga, como a giberela, e proporcionou trigos com boa qualidade industrial,” explica Kassiana Kehl, coordenadora de pesquisa da Fundação Pró-Sementes e responsável pela condução dos trabalhos.


Com relação aos rendimentos médios, Cachoeira do Sul se destacou, apresentando médias de mais de 7 toneladas por hectare. As produtividades alcançadas pelas cultivares são variáveis e dependem do período de plantio e principalmente da região.

O principal objetivo deste trabalho é mostrar ao produtor que existem diversas cultivares no mercado e que algumas apresentam melhor adaptabilidade em determinada região. “Apenas com a escolha da cultivar, o produtor poderá ganhar ou deixar de ganhar um significativo valor por hectare,” completa Kassiana.

Ultimas noticias
Notícias Recentes

Copyright © 2014 | Desenvolvido por: OnLine