Fipronil é encontrado em 77% das amostras de colmeias com mortandade de abelhas no RS



ELAINE PINTO

Entre janeiro e maio de 2021, 77% das amostras de colmeias com mortandade de abelhas no Rio Grande do Sul apontaram a presença do ingrediente ativo fipronil, inseticida de amplo espectro utilizado em vários tipos de cultura. O resultado foi divulgado pelo chefe da Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), Rafael Friederich de Lima, durante o webinar "Deriva de Agrotóxicos, proteção de abelhas e culturas sensíveis", evento promovido pelo Crea-PR e pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) nesta segunda-feira (14). No período avaliado, foram coletadas 18 amostras de colmeias que registraram mortandade, algumas em 100% das abelhas. O material recolhido foi enviado para o Laboratório de Análise de Resíduos de Pesticidas da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). “Dos 13 laudos já prontos, verificou-se a presença do fipronil em 77% das amostras. Em 69% delas, havia a presença de mais de um ingrediente ativo. E em duas foram registradas as substâncias Carbofurano e Fluquinconazol, de uso proibido no Rio Grande do Sul”, enumerou Rafael.

Ultimas noticias
Notícias Recentes