top of page

MILHO: quebra de safra já chega a 53%



Os números das perdas na agropecuária gaúcha com mais um ano de estiagem que castiga o produtor rural começam a aparecer. Na última semana, a Rede Técnica Cooperativa (RTC/CCGL) divulgou um trabalho na área técnica de 21 cooperativas do Rio Grande do Sul com uma média ponderada de perdas nestas cooperativas. No milho sequeiro, cultura até o momento mais afetada, já se tem uma quebra contabilizada de 53%. Já na soja, onde o desenvolvimento da cultura não está mais tardio, chega a 16%.

Segundo o presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS), Paulo Pires, há uma característica este ano que o Rio Grande do Sul tem locais no Estado, e isso a pesquisa demonstrou claramente, onde as perdas na soja são de 0% e em outras regiões são de mais de 40%. "Isso é uma questão muito séria e traz à tona outro ponto que é o das chuvas mal distribuídas, e essa situação agrava as nossas lavouras", observa.

P

Ultimas noticias
Notícias Recentes
bottom of page