Pesquisa da Secretaria da Agricultura mostra perfil do produtor de lúpulo e potencial da cultura no



Os produtores de lúpulo do Rio Grande do Sul são jovens, a maioria é do sexo masculino, produz em áreas com até cinco hectares, pretende ampliar o cultivo, está na atividade há no máximo três anos, produz suas próprias mudas e utiliza sistema de irrigação.

Os dados fazem parte de um questionário, respondido por 40 produtores gaúchos participantes do Projeto Monitoramento e Desenvolvimento da Cultura do Lúpulo. Os resultados foram apresentados nesta quarta-feira (22) no Seminário sobre Produção de Lúpulo no RS, transmitido de forma online pelo youtube do Rio Grande Rural da Emater-RS/Ascar.

O projeto está no seu segundo ano e é desenvolvido pelo Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (DDPA/Seapdr) em parceria com a Emater, Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs).

Ultimas noticias
Notícias Recentes