Rebanho sofre com perda de peso devido à estiagem



Os pecuaristas têm sentido os efeitos da severa estiagem que domina o Rio Grande do Sul. Em consulta realizada junto a seus associados em diversas regiões do Estado, o Instituto Desenvolve Pecuária constatou que a falta de água e o calor acima do normal vêm afetando o pasto para os animais, o que também reflete na produção da pecuária de corte. A diminuição da oferta e principalmente a qualidade nutricional do pasto faz com que os animais, especialmente os mais jovens, apresentam redução do ganho de peso projetado para o período e em alguns casos mais severos os animais já apresentam perda de peso. Nesta época também ocorre a estação reprodutiva de muitas propriedades no Rio Grande do Sul, e com a redução do escore corporal das vacas o desempenho reprodutivo pode ser prejudicado, bem como o desenvolvimento dos terneiros que as vacas estão amamentando. Com isso é necessário aumentar o manejo de desmame precoce com suplementação e em alguns casos antecipar a comercialização dos bezerros, pois as fêmeas não conseguem se manter e amamentar.

Ultimas noticias
Notícias Recentes