SEAPDR participa da reunião de abertura da pré-exportação de tabaco para a China




Representantes da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) participaram, nesta sexta-feira (16), da reunião de abertura da pré-exportação de tabaco (safra 2020/2021) destinado à China, promovida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, o encontro foi virtual e não contou com a presença física de inspetores da General Administration of Customs China (GACC) - autoridade agropecuária chinesa.

Pela SEAPDR, acompanharam o encontro online o engenheiro agrônomo e chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal, Ricardo Felicetti, e a engenheira agrônoma e fiscal estadual agropecuário Deise Riffel. Conforme Felicetti, atualmente, 50% das áreas de produção de tabaco brasileiras estão no Rio Grande do Sul.

“Foram apresentados os resultados das atividades de monitoramento de pragas. O Peronospora tabacina é um fungo que não ocorre na China, e o trabalho de Certificação Fitossanitária, realizado pela SEAPDR e sob a coordenação do Mapa nos três estados da região Sul, permite a exportação com segurança para o país asiático, possibilitando a manutenção deste mercado. O protocolo prevê que sejam inspecionadas pelos responsáveis técnicos das empresas 1% das propriedades (nessa safra foram 773 lavouras examinadas). Já os órgãos oficiais (Mapa e SEAPDR) supervisionaram 312 cultivos no Rio Grande do Sul”, explica Felicetti.



Ultimas noticias
Notícias Recentes