Secretários do Mapa ressaltam importância do seguro rural para minimizar perdas na produção



Representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) participaram nesta quinta-feira (3), em Belo Horizonte (MG), do evento Ajuda Minas, promovido pelo Sistema Faemg/Senar/Inaes/Sindicatos de Minas Gerais. O objetivo foi debater soluções para os problemas enfrentados pelos produtores rurais do estado, especialmente com as fortes chuvas do fim do ano passado e do início deste ano.

Representando a ministra Tereza Cristina, o secretário-executivo do Mapa, Marcos Montes, disse que o Ministério trabalha para ampliar o acesso dos produtores ao seguro rural. Um estudo realizado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg) com os produtores rurais afetados pelas chuvas mostrou que 95% deles não tinham cobertura de seguro rural.

“Vamos começar a fazer um trabalho de conscientização para que os produtores busquem o seguro rural. Estamos aumentando a equalização, justamente para ter um seguro rural mais apropriado a todos para dar acesso a todos e poder enfrentar com mais tranquilidade esses momentos que estamos vivendo, pois não vamos ficar livres deles”, disse.

O secretário de Política Agrícola do Mapa, Guilherme Bastos, destacou que com o seguro rural o produtor que perdeu tudo pode receber pela perda de forma mais ágil e rápida. “Temos uma cobertura muito baixa. Precisamos implementar essa cultura do seguro”, disse.

Em 2021, o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural aplicou R$ 1,18 bilhão, e foram beneficiados aproximadamente 121 mil produtores rurais, contratadas 218 mil apólices e a área segurada total foi de 14 milhões de hectares. O valor segurado no país alcançou o recorde de R$ 68,3 bilhões no ano passado.

Ultimas noticias
Notícias Recentes