Secretaria da Agricultura reúne entidades para definir estratégias de prevenção à raiva herbívora



As ações de prevenção e combate à raiva herbívora, transmitida pelo morcego hematófago desmodus rotundus, foram a pauta da reunião entre representantes da Farsul, Famurs, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Programa de Controle da Raiva Herbívora, da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, na manhã desta quinta-feira (2/6), na sede da Seapdr, em Porto Alegre.

Os dados dos cinco primeiros meses de 2022, contabilizados pelo programa, registram 36 focos de raiva herbívora em 19 municípios. Este número já é maior do que o registrado em 2020 (total de 29 focos) e está perto dos dados de 2021, quando o Rio Grande do Sul notificou 48. O município com maior número de focos neste ano de 2022 é Itacurubi, seguido de Santiago, Muçum, Gravataí e Bossoroca.

“O objetivo da reunião de hoje foi buscar o apoio das entidades para fazer um trabalho preventivo junto aos produtores, de buscar a conscientização sobre os riscos da doença para os animais e pedir o auxílio na identificação de casos, notificação e na indicação de refúgios para combater os focos”, destaca o coordenador do Programa de Controle da Raiva Herbívora da Secretaria da Agricultura, Wilson Hoffmeister.


Ultimas noticias
Notícias Recentes