top of page

Seminário marca presença da Agptea na região do Pampa gaúcho



O Seminário Solos e Cultura de Oliveiras realizado nos dias 17 e 18 de agosto, em Caçapava do Sul (RS), marcou o início dos trabalhos da Associação Gaúcha de Professores Técnicos de Ensino Agrícola (Agptea) na região do Pampa. Recentemente a entidade adquiriu um imóvel nas Minas do Camaquã para a criação de um centro de qualificação profissional. O evento ocorreu no Auditório Instituto de Educação e contou com um público acima do esperado, com a presença de mais de 200 pessoas, entre as quais alunos e professores das escolas agrícolas estaduais.


A programação contou com palestras e visitas técnicas. André Dabdab Abichequer, da Seapdr/Emater, abordou o tema “Diagnóstico da Fertilidade dos Olivais”; e o engenheiro agrônomo Alexandre Rosso, da Fida Construção Civil e Agronegócios, falou sobre a produção e comercialização dos produtos da empresa. Já Edson Ortiz, da Divinut e diretor da Associação Brasileira de Nozes e Castanhas, palestrou sobre o cultivo da noz-pecã. Os produtores rurais Rosane e Jorge Abdalla, por sua vez, abordaram o tema “Oliveiras: Impacto de Produção no Bioma, Sustentabilidade e Sucessão Familiar”. E Edson Batista Dorneles, da Emater/Regional, falou sobre a Nutrição na Cultura da Oliveira.


Conforme o presidente da Agptea, Fritz Roloff, é necessário socializar cada vez mais o conhecimento de forma que os paradigmas sejam quebrados da velha lógica de ensinar. “Precisamos aprender um com o outro, compartilhando as boas experiências'', enfatizou, colocando que muitas vezes as escolas não têm acesso às tecnologias que estão nas empresas, nas propriedades. “A Agptea pretende ser uma facilitadora desse processo de interação, mostrando que o ensinar e o aprender valem a pena”, observou.

Ultimas noticias
Notícias Recentes
bottom of page