top of page

Vendo ou não vendo a minha SOJA?



Já estamos chegando no final do ano e pode surgir alguma dúvida sobre o que fazer com a soja que ainda resta da safra velha e também com a soja de safra nova. De acordo com informações da TF Agroeconômica, existem produtores que ainda não comercializaram nada do que têm armazenado.


“Nesta sexta-feira, falando com um corretor do Mato Grosso, soubemos que há no estado um agricultor que ainda não vendeu nada da safra velha. Este agricultor deve estar amargamente arrependido de ter segurado a safra. No Mato Grosso em março o preço da soja estava a R$ 163/saca, em abril subiu para R$ 175 e hoje está a R$ 165/saca”, comenta.

No entanto, a TF afirma que tivesse vendido em março e aplicado o dinheiro, este agricultor teria, hoje o equivalente a R$ 185/saca, ou R$ 20/saca a mais do que o preço atual do mercado. “Há dois meses que vimos recomendando a venda da soja. Um cliente nosso do Rio Grande do Sul seguiu o conselho e está muito satisfeito. Não vemos, a curto e médio prazos, fatores de alta que justifiquem guardar a soja”, ressalta.


Para a próxima safra, aquela que acabou de ser plantada, a recomendação é a mesma. “Estoques finais maiores do que os dos anos anteriores (102,17 MT contra 94,67 MT do ano passado), safra recorde no Brasil, (153 MT, contra 127 MT da safra anterior), forte recessão mundial provocada pelos acontecimentos iniciados com a guerra na Ucrânia, que afetaram os preços do petróleo, que aumentaram a inflação em todo o mundo, além da volta do lockdown na China, que reduz a demanda de nosso principal comprador são empecilhos para uma nova alta da soja”, indica.

“Tudo isto somado leva-nos a crer que você deve aproveitar qualquer alta das cotações em Chicago para fixar preços no mercado futuro (vender antecipado no mercado físico é um perigo, porque, se realmente houve um La Niña e você não conseguir produzir, vai arrumar uma encrenca dos diabos com os compradores e, no mercado futuro, você não precisa entregar)”, conclui.

Ultimas noticias
Notícias Recentes
bottom of page