top of page

RS: gado de corte ainda mantém estado corporal satisfatório



A baixa ocorrência de chuvas incide na dificuldade de desenvolvimento das pastagens e o gado de corte ainda mantém estado corporal satisfatório, sendo possível começar a observar um menor ganho de peso dos animais. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado nesta quinta-feira (16/12) pela Gerência de Planejamento (GPL) da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), os pecuaristas realizam consertos e manutenção das cercas, fornecimento de sal comum e sal mineral para os rebanhos, aplicam tratamentos antiparasitários e vacinação contra as clostridioses, além da vacinação contra raiva herbívora nos locais indicados pelas inspetorias de defesa agropecuária (IDAs).

A época de parição está praticamente encerrada, restando somente os animais de propriedades que não adotam temporada de monta. O período destaca-se pelas fêmeas em parição ou lactação e por terneiros em desenvolvimento. As matrizes estão sendo inseminadas com inseminação artificial (IA), inseminação artificial em tempo fixo (IATF) ou colocadas em monta natural.


Ultimas noticias
Notícias Recentes
bottom of page